quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Profissional do sexo

Arthur era o que podemos chamar de personal sexer, sim um especialista em atender mulheres desesperadas por sexo a domicilio. Estava indo agora para um bairro chique onde tinha uma cliente das mais requisitadas. Chegou, tocou a companhia e foi logo atendido por ela mesma. Não entendia como uma mulher jovem 26 anos e bonita pagava por sexo, bom, ele era profissional e não se importava com isso, afinal gostava do que fazia e Dorotéia tinha todos os atributos que um homem precisa para se satisfazer, bunda grande, coxas grossas, boca grande com lábios carnudos. Dorotéia foi logo para a sala, tirou o roupão já estava nua e após fazer uma gulosa de dez minutos se posicionou de quatro em um sofá belíssimo da sala. Arthur agora era seu senhor, aquela bunda enorme era sua por tempo indeterminado e fez dela seu parque de diversão durante horas. Dorotéia gemia e gritava e falava que era sua puta mais querida e que queria morrer dando pra ele, Arthur suava e gozava como um louco desvalido.
Horas mais tarde já em casa Arthur pensava como a vida era, gostava de sua profissão, e esperava outro telefonema. Logo o telefone tocou.

Nenhum comentário: