quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Recordações a beira mar.


Andar pela praia de manhã era o que restava a Mariza.
Depois que seu marido a trocou pela irmã sabe-se qual fora o motivo não lhe restava mais nada de bom. Já havia chorado muito, nem a imensa fortuna que tinha não lhe resgataria o orgulho perdido. Caminhava solitária pela praia, olhava o mar maravilhoso e seus mistérios enquanto o canto das gaivotas caia como uma canção lamuriosa em seus ouvidos.
Parou perto de um rochedo onde observou uma pequena cavidade e se lembrou que naquele local ela fez sexo anal com seu marido pela primeira vez. Sorriu ao se lembrar o quanto doeu, lembrou-se que naquele dia ela gritou tanto e seus gritos de dor e prazer se perdiam com o barulho das ondas do mar batendo das rochas, nesse momento daria tudo para sentir aquelas dores novamente, no entanto, quem deveria estar usufruindo disso era sua irmã. Um semblante de tristeza tomou conta de Mariza. Mariza com certeza teria que encontrar um macho o mais rápido possível, qualquer um serviria naquele momento, qualquer um.

Nenhum comentário: