segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Irresistivel

Naquele dia eu nem estava afim, mas como deixar de atender a um pedido de uma mulher tão linda e gostosa. Toda vez que ela precisava de um macho de verdade me chamava, e eu sempre estava ali para satisfazer todas as suas taras. Mas naquele dia eu não tava afim, apenas fui a seu apartamento afim de conversar e dizer que ficaria para a próxima, sabe como é, muito trampo, cansaço mental e fisico...a bem da verdade eu queria mesmo era descansar. Cheguei a seu apartamento Débora me recebe toda graciosa como sempre, já com safadeza ali mesmo na porta apalpando meu pau por sobre a calça. Disse a ela que não tava afim, ela nem deu ouvido, pediu para que eu aguardasse na sala enquanto pegava um vinho. Minutos depois passou por mim ja nua e deu um sorrisinho safado. Naquele dia eu não tava afim mesmo, mas o visual de uma mulher bonita, corpo escultural não da pra passar batido. Fiquei a observa-la até o momento que ela foi ao armário pegar qualquer coisa e ficou de ponto de pé, aí o menininho não resistiu e acordou assustado, tirei a roupa e parti pra cima, a coloquei de quatro e aquela foi a primeira da noite, que vinho que nada.

Nenhum comentário: